Está concluída a viagem de oito horas que trouxe de volta o foguetão Space Launch System, que vai servir a missão Artemis I, para a base de lançamento 39B do Centro Espacial Kennedy na Flórida. As equipas vão agora trabalhar para juntar o SLS à cápsula Orion, que vai dar os primeiros passos do lançamento do programa Artemis, a nova aventura espacial da NASA à Lua.

A viagem começou logo depois da meia-noite, para evitar os efeitos das temperaturas e níveis de humidade elevados que se fazem sentir na Flórida durante o dia, para percorrer uma distância de quatro milhas, cerca de 6,4 quilómetros, que foram vencidos um pouco depois das 8h da manhã.

Clique nas imagens para mais detalhes

Depois de todo o sistema estar montado será realizado um teste, previsto para 19 de junho, que vai abastecer o rocket, simular o momento da contagem decrescente e verificar todos os processos associados. O teste deve demorar cerca de 48 horas e se não houver percalços, habilita a missão a passar à fase seguinte, que para já tem várias janelas temporais em aberto. As primeiras já em julho.

Este teste já tinha estado marcado, mas à última hora foram descobertos problemas técnicos que abortaram a experiência e levaram a NASA a decidir enviar o foguetão de volta para as “oficinas”, para proceder às correções necessárias.

Missão Artemis I está quase pronta a partir para a Lua. Foguetão SLS já chegou à plataforma de lançamento
Missão Artemis I está quase pronta a partir para a Lua. Foguetão SLS já chegou à plataforma de lançamento
Ver artigo

Na tentativa de teste anterior as equipas identificaram problemas com o carregamento de combustível na fase de propulsão criogénica do SLS , responsável pela inserção orbital da cápsula Orion. Folgas em parafusos permitiram uma fuga de hidrogénio nas ligações do SLS à plataforma móvel de lançamento.

A Artemis I é uma missão não tripulada e que pretende testar os sistemas tecnológicos do projeto. A cápsula Orion que seguirá à “boleia” do SLS levará consigo um manequim, chamado Comandante Moonikin Campos, que vai simular um tripulante, integrando sensores para registar os níveis de radiação, aceleração e vibração enquanto a missão viaja à volta da Lua e regressa à Terra, assim como um um peluche do Snoopy, que servirá como indicador de gravidade.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.