Só faltaram os óculos de realidade virtual para os fãs, que assistiram ao concerto de Travis Scott no Fornite, serem transportados para uma outra dimensão. O famoso battle royale da Epic Games voltou a ser palco de um espetáculo de promoção, depois de no ano passado ter realizado o do rapper Marshmello. E a cada novo evento, tenha a ver com arcos narrativos do próprio jogo, ou product placement dos crossovers que faz com diversas entidades do cinema ou mesmo videojogos, é mais elaborado que o anterior.

No caso de Travis Scott, o artista fez a estreia mundial da música Astronomical no videojogo durante o concerto virtual, numa altura em que há um pico maior de jogadores devido ao isolamento da COVID-19. Na última semana, os jogadores foram testemunhando o palco virtual a ser montado, na praia de Sweaty Sands no jogo e na água da praia foi colocado o cenário, com diversos balões com a cabeça do artista.

Quanto ao espetáculo em si, invés de um local da ilha para assistir, todo o cenário foi transformado num gigantesco ecrã circular, e não era preciso procurar o melhor lugar para assistir, pois cada jogador era transportado para uma viagem surreal, de música, cor e movimento. Cada música tinha o seu próprio cenário e o artista ia também mudando de visuais, ora vestido de ciborgue, ora tudo se transformava ambiente psicadélico e futurista de Tron. Até houve um tema que transportou a plateia para o fundo do mar, enquanto o artista aparecia a cantar com fato de astronauta.

Nas imagens pode ter uma ideia do nível de produção deste concerto virtual que durou uns 15 minutos. Mas ainda vai a tempo de assistir no jogo, pois são realizadas diversas repetições até ao dia 25, como explica o site oficial do evento.

Durante este evento, os jogadores terão ainda oportunidade de participar em desafios Astronomical, com a possibilidade dos jogadores obterem skins com os fatos do artista, assim como gestos e danças. E quem participar no concerto recebe ainda a Asa-delta Astroworld Cyclone e outros itens.

A Epic procedeu a algumas alterações no jogo durante o concerto, de forma a proporcionar uma experiência mais imersiva aos jogadores. Assim que começou o espetáculo, todos os elementos da interface do ecrã, incluindo o mini-mapa, foram desligados. Limitou ainda as ações e danças que os jogadores podiam fazer, contextualizadas no espetáculo, como abanar a cabeça, mas para tal, estes teriam de ser adquiridos previamente.

O concerto do ano passado de Marshmello atraiu cerca de 10 milhões de jogadores, considerando que foi um evento único. As contas totais ainda não foram feitas para o de Travis Scott, mas a Epic refere que estiveram presentes 12,3 milhões de pessoas na estreia. Considerando que será repetido cinco vezes, calcula-se que os números totais possam ser ainda mais interessantes. Mesmo que não se conheçam os artistas, estes fenómenos não deixam ninguém indiferente, e demonstram como o gaming consegue unir num único espaço a indústria musical e dos videojogos, alavancado por uma celebridade, mesmo que em presença virtual.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.