Em produção durante quase oito anos, Cyberpunk 2077 teve diversos adiamentos ao longo do ano até se fixar na data final de 10 de dezembro. Nestes meses, cada novo trailer ou informações sobre o jogo da polaca CD Projekt RED ajudava a elevar o “hype” dos seus fãs, sobretudo pela qualidade apresentada no seu último jogo, The Witcher 3. E isso ajudou o estúdio a obter 8 milhões de unidades pré-encomendadas, um feito muito raro na indústria dos videojogos, considerando que 59% das vendas foram feitas no PC e 41% nas consolas (PS4 e Xbox One), deixando uma consolidação de vendas bastante elevada.

Só no Steam, à meia-noite do seu lançamento, o jogo atingiu um pico que ultrapassou o milhão de jogadores em simultâneo, números apenas reservados para títulos multijogador como o CS: GO e Dota 2, que ontem ficaram muito atrás de Cyberpunk 2077. Houve mesmo relatos de muitos jogadores que não conseguiram fazer o download do jogo no Steam, devido à quantidade de utilizadores ligados em simultâneo. Segundo a CDPR, duas semanas antes do lançamento do jogo, este já havia feito 50 milhões de dólares só no Steam, o que permitiu desbloquear o acesso a 80% das receitas para si, invés dos 70% habituais (sendo 30% cobrados pela Valve).

Inspirado no RPG de papel e caneta Cyberpunk, criado por Mike Pondsmith, que teve uma participação ativa em todo o desenvolvimento do jogo como consultor, esta nova aventura de ação transporta os jogadores para um futuro repleto de tecnologia. O jogo desvia-se um pouco da zona de conforto do estúdio polaco, ao apresentar-se numa perspetiva na primeira pessoa, trocando a ação com espadas por combates com armas de fogo e habilidades futurísticas. E não faltam perseguições de viaturas.

Invés de um gigantesco mapa, como Continent de The Witcher, esta aventura tem agora lugar em Night City, uma cidade "mais contida", mas intricada e com muito por descobrir, promete o estúdio. Espera-se também uma maior verticalidade dos cenários, propostos pelos arranha-céus disponíveis na cidade.

O jogador assume V, um mercenário que pode ser totalmente caracterizado esteticamente através de um detalhado editor de personagens. Entre o estilo de cabelo, tatuagens e cicatrizes, praticamente todas as zonas do corpo podem ser modificadas. Depois disso, é necessário escolher um dos três backgrounds da personagem, que dita a zona onde começa a aventura, assim como algumas mudanças na história, personagens a encontrar e diálogos.

Pode optar pelo caminho Nomad, Street Kid e Corporate, que também diferem na forma como vai conhecer ou relacionar-se com o companheiro de armas Jackie Welles. E por falar em personagens, um dos atrativos do jogo é a presença de Johnny Silverhand, uma personagem virtual interpretada por Keanu Reeves, com grande impacto na história.

Este RPG de mundo aberto permite aos jogadores optarem por diferentes evoluções da sua personagem. Pode tornar V mais forte e com maior capacidade bélica, como optar por desenvolver o seu conhecimento em gadgets, acedendo assim a locais fechados através de hacking. Mas os implantes são muito importantes, conferindo habilidades à personagem. E mesmo tratando-se de um RPG com foco em armas, o estúdio afirmou que era possível finalizar a aventura sem matar ninguém, utilizando para isso opções não letais para as armas ou gadgets.

As opções de diálogo podem refletir uma abordagem menos violenta, caso se aposte nestes critérios. Há mesmo diferentes línguas no jogo, obrigando o jogador a encontrar certos chips que podem ser utilizados como tradutores. E no final, dependente das ações escolhidas, a história terá múltiplos desfechos.

Para além da história, a cidade tem diversas atividades para oferecer ao jogador, numa tentativa de a CD Projekt trazer para um ambiente que conhecemos de filmes como Blade Runner, toda a liberdade de Grand Theft Auto. É possível fazer corridas e perseguições com veículos, com a polícia no encalce de V, e os pedestres reagem ao caos gerado. As próprias condições meteorológicas e ciclos noite/dia prometem também influenciar a rotina das personagens não controláveis (NPC).

Cyberpunk 2077 chega hoje ao PC, PS4 e Xbox One, e na próxima semana ao serviço de cloud gaming Google Stadia. Para os jogadores que querem jogar este título nas consolas de nova geração terão que esperar pelo próximo ano no seu lançamento oficial. Quem adquirir já as versões atuais das consolas poderá fazer a atualização gratuita next gen, quando for lançado. Podem sempre jogar em modo de retrocompatibilidade.

tek cyberpunk 2077
Keanu Reeves é uma das estrelas do jogo, ao interpretar o artista de rock, Johnny Silverhand.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.