A Media Molecule é um estúdio britânico que faz parte da família de estúdios internos da PlayStation, autores de grandes sucessos como LittleBigPlanet e Tearaway. Para além de ser elogiada pela originalidade e qualidade dos seus jogos, a produtora descobriu em LittleBigPlanet uma fórmula de criação e partilha de conteúdos pelos próprios fãs bastante apreciada pela indústria, que iria inspirar a Nintendo em Mario Maker.

É exatamente essa a base do “Jogar, Criar, Partilhar” de Dreams, que acaba de chegar às lojas em exclusivo para a PlayStation 4. O estúdio britânico oferece assim todas as ferramentas que os jogadores necessitam para criar videojogos, níveis, homenagens, desafios e as menos prováveis experiências que pode encontrar, tudo graças à criatividade da comunidade. E para mostrar todo o potencial do editor, que se espera intuitivo, a Media Molecule criou uma aventura no modo história e outros níveis, recorrendo apenas e em exclusivo à caixa de ferramentas do jogo. E por isso é que contém o selo “Made in Dreams”. Ou se quisermos, “realizado em sonhos”…

E para incentivar a partilha dos criadores de conteúdos, a PlayStation Portugal já havia anunciado uma Game Jam online, que arranca hoje até domingo, dia 16 de fevereiro, sob o tema “o significado de ser português”. Os participantes habilitam-se a ganhar 500 euros em carregamentos na sua carteira PSN para gastar na PS Store.

No que diz respeito ao jogo, o estúdio apresenta um formato narrativo, totalmente em português, chamado O Sonho de Art, que serve no fundo para compreender algumas das mecânicas possíveis de criar, enquanto conta a sua história. Neste caso trata-se um antigo músico de jazz enquanto sonha sobre a sua vida, situações do passado e do presente, descobrindo que precisa de corrigir a sua ligação com os seus membros da banda.

O jogador assume o papel de um imp, uma simpática criatura que no fundo serve de cursor para interagir com os elementos do cenário. Pode puxar ou arrastar objetos, assumir as personagens, executando ações, desde a exploração das plataformas dos níveis. Estes são sonhos interligados, e oferecem puzzles diferentes para resolver através das habilidades da criatura e objetos que encontra.

O menu principal do jogo funciona como uma espécie de rede social de acesso aos conteúdos, sejam eles criados pelo estúdio, identificados pela Media Molecule, mas também de outros jogadores. E a listagem dos conteúdos é destacado pelas tendências tendo em conta os “likes” e o número de vezes que são jogados. E basta percorrer o mural de trabalhos para ver algumas coisas interessantes que foram produzidas no lançamento antecipado do jogo, incluindo reproduções de Super Mario, Tomb Raider, assim como jogos de plataformas, naves e outros. O editor pode ser partilhado com outro jogador, de forma a produzirem níveis e puzzles em cooperação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.