Ainda antes da abertura oficial das portas, a EA roubou a atenção de todos os gamers e entusiastas dos videojogos para anunciar uma mão cheia de novidades. E a empresa norte-americana, que é mundialmente conhecida pelos seus franchises desportivos, aproveitou o palco para revelar novos títulos em vários segmentos.

FIFA 19

Um dos primeiros foi FIFA 19. Apresentado com a voz de Cristiano Ronaldo, que serviu de narrador ao mais recente trailer, o jogo chegará ao mercado já no próximo mês de setembro.

A maior novidade, neste caso, é o licenciamento da Champions League, que transita assim da concorrência para as mãos da EA. Significa isto que, no próximo FIFA, os jogadores poderão competir na maior prova europeia de clubes, com o hino, as bolas, as nomenclaturas e os designs oficiais do torneio.

Cristiano Ronaldo será, mais uma vez, a capa do jogo.

Battlefield V

Battlefield V já tinha sido anunciado, mas o jogo ocupou parte da conferência da EA, que se realizou este sábado, dia 9 de junho. O jogo, como era sabido, vai passar-se na Segunda Guerra Mundial, mas a Electronic Arts confirmou agora que a narrativa vai centrar-se nas memórias que diferentes personagens têm do conflito.

Uma das histórias chama-se "Nordlije" e vai desenrolar-se na Noruega, em 1943, onde os jogadores poderão controlar uma jovem aliada aos movimentos de resistência às forças alemãs.

Sobre Battlefield V ficou ainda confirmado que o jogo vai contar com um modo Battle Royale, que juntará dezenas de jogadores num mapa gigante, onde apenas o último resistente pode sair vitorioso. O sistema é obviamente inspirado no género mais popular do momento, e vai replicar também uma das ferramentas mais originais de Fortnite: a construção. Neste caso, a funcionalidade pode ser utilizada para erguer barreiras de defesa ou outras com fins semelhantes.

Mais importa dizer que neste capítulo do franchise, os jogadores poderão personalizar os seus personagens, armas e veículos. Battlefield V chega às lojas no próximo dia 19 de outubro.

Anthem

Anthem é um dos jogos mais antecipados dos últimos anos, mas apesar de ter sido anunciado há já quatro anos, também não será este ano em que estará disponível. De acordo com as últimas informações avançadas pela EA, o jogo vai ser disponibilizado em fevereiro do próximo ano.

Para deixar uma ideia do produto que o estúdio está a finalizar, a empresa norte-americana mostrou parte do gameplay, onde foi sublinhada a importância de um sistema de classes, que atribui a cada uma delas um conjunto específico de poderes e capacidades. Estes estratos estão definidos com base nos diferentes fatos que o jogador pode envergar ao longo do jogo. A classe Colossus, por exemplo, é mais resistente ao impacto, o que lhe confere mais resistência e a configuração ideal para cobrir a equipa em caso de ataque.

tek anthem

Anthem articula características de first-person shooter com RPG. O jogo desenrola-se num ambiente hostil, em que o jogador veste a pele de um soldado "freelancer", com capacidade para controlar fatos mecânicos que conjugam várias habilidades sobre-humanas.

O trabalho destes "heróis" é equilibrar a balança do ecossistema mundial, que pende para a extinção da raça humana, depois de uma série de eventos cataclísmicos ter despertado uma série de bestas sobrenaturais.

Unravel 2

tek unravel

Unravel é um jogo de plataformas lançado em 2016. A sequela foi anunciada este fim de semana e o trailer destaca a importância da cooperação nesta aventura, que vai contar com a presença permanente de duas personagens. A ideia, como sublinhou a EA, é celebrar a amizade.

Ao contrário dos restantes jogos que aqui referimos, Unravel 2 já está disponível para PlayStation 4, Xbox One e PC.

Star Wars: Jedi Fallen Order

Pouco ou nada se sabe sobre Jedi Fallen Order. O jogo foi uma das maiores surpresas da conferência da EA, mas a distância para a data de lançamento (último trimestre de 2019) indica que a aventura ainda tem muitas fases de desenvolvimento pela frente.

Certo é que o jogo se vai desenrolar numa época "negra", entre os episódios III e IV, em que os Jedi foram perseguidos. O jogador vai poder controlar um destes guardiões do lado da luz, o que indica que a jogabilidade se poderá afastar de toda a dinâmica multiplayer imprimida pelos capítulos de Star Wars: Battlefront. Em vez disso, o estúdio deverá adoptar uma abordagem mais narrativa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.