As previsões fazem parte da quinta edição do Ericsson ConsumerLab que dá a conhecer as 10 principais tendências de consumo para 2016.

O relatório deste ano mostra que os consumidores acreditam que a inteligência artificial (AI) vai permitir, a curto prazo, a interação com objetos sem a necessidade de um ecrã de um smartphone. Na verdade, metade dos utilizadores de smartphones esperam que estes equipamentos fiquem completamente ultrapassados nos próximos cinco anos.

O mesmo documento revela também que o rápido ritmo de adoção das tecnologias de rede faz com que a sua utilização massificada se torne uma realidade muito mais depressa. Como resultado, o período de tempo em que os designados early adopters conseguem influenciar terceiros é agora bastante mais reduzido.

Estas são as 10 tendências a que deve estar atento a partir de 2016, segundo o Ericsson ConsumerLab:

"Algumas destas tendências podem parecer futuristas, mas a verdade é que o interesse dos consumidores nos novos paradigmas de interação, como é o caso da Inteligência Artificial (IA) e da realidade virtual, bem como na possibilidade de a Internet ser integrada nas paredes das suas casas ou até mesmo no próprio corpo, é bastante forte”, refere Michael Björn, diretor de Investigação no Ericsson ConsumerLab.

“Isto significa que brevemente deverão aparecer novas categorias de produtos – e devemos assistir a uma completa transformação das indústrias – para responderem a este tipo de desenvolvimento”.

 

 

 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.