Foram bem mais de cinco os gadgets de realidade virtual que estiveram expostos na IFA. Pelos vários pavilhões que compõem a Messe Berlin, esta tecnologia esteve em especial enfoque um pouco por todas as áreas digitais ali representadas. No entanto, foram os stands das empresas de gaming que mais espaço e tempo lhe dedicaram.

Mesmo fora das fronteiras dos videojogos, poucas das experiências que ali se articularam com as câmaras de 360º e os headsets de VR foram além do lazer, mas é mesmo para esta última área de interesse que tanto o hardware como o software se encontram no estado mais avançado das coisas.

De acordo com as previsões da Goldman Sachs, os mercados da realidade virtual e aumentada deverão valer cerca de 80 mil milhões até 2025 e estes cinco gadgets que aqui lhe mostramos podem ser responsáveis por boa parte dessa fatia.

Próxima página: Câmara 360º de 180 megapíxeis

Panono, uma câmara de 360º de 180 megapíxeis
A Panono é uma câmara de 360º que viu a luz do dia graças à plataforma de financiamento comunitário Indiegogo e, de acordo com a empresa, não há câmara que se lhe equiparem em qualidade.

O aparelho consiste numa bola com cerca de 11 centímetros de diâmetro, pesa 480 gramas e conta com a ajuda de 36 lentes para captar imagens de...108 megapíxeis.

As fotografias podem ser captadas com a ajuda de um controlo remoto ou, se preferir uma forma mais alternativa, atirando-a simplesmente ao ar, o que lhe pode conferir um ângulo mais elevado do cenário. A câmara conta ainda com uma funcionalidade HDR (em fase beta) e aplicações móveis para Android e iOS onde se podem visualizar e transferir as fotografias.

Próxima página: XMG Walker VR Backpack, o primeiro computador-mochila a chegar ao mercado

XMG Walker VR Backpack, o primeiro computador-mochila a chegar ao mercado
As mochilas com suporte para realidade virtual continuam a multiplicar-se. Mas das várias empresas que já apresentaram a sua ideia para o segmento, apenas a XMG Walker será vendida já a partir deste ano.

O computador conta com um processador Intel Core i7-6700 HQ, uma gráfica NVidia GTX 1070 e até 32GB de RAM DDR4.

Enquanto computador vestível, é essencial ter em conta o peso e o Walker pesa cerca de 3Kg.

Um dos maiores senãos poderá ser mesmo a bateria que aguenta apenas 60 minutos de jogo consecutivo ou até mesmo o preço. O XMG Walker vai chegar ao mercado a custar cerca de 4.799€ sem óculos de RV incluídos.

Próxima página: Alcatel Vision VR Headset

Alcatel Vision VR Headset, experiências em realidade virtual sem fios
A Alcatel apresentou uma nova gama de produtos de realidade virtual na IFA deste ano, mas, de todos eles, destacam-se o headset que a marca apelidou de Vision.

Os óculos podem ser utilizados durante duas a três horas num único carregamento e uma das suas maiores valências é o facto de dispensarem qualquer ligação por cabo a outros periféricos, conferindo uma experiência mais livre ao utilizador que também não irá precisar de um smartphone para se conectar aos Vision.

Esta plataforma conta ainda com dois ecrãs AMOLED de 1080p e consegue reproduzir conteúdos com a mais baixa latência disponível para a RV: 17 milissegundos.

O preço dos Vision não foi, no entanto, revelado.

Próxima página: Qualcomm VR, um protótipo que promete ombrear com os grandes da indústria

Qualcomm VR, um protótipo que promete ombrear com os grandes da indústria
A Qualcomm fez companhia à Alcatel e também rumou a Berlim para apresentar a sua nova proposta para o campo da realidade virtual.

À semelhança dos Vision também estes Qualcomm VR compreendem no seu interior todos os mecanismos necessários para potenciar experiências em realidade virtual. No entanto, mesmo integrando toda a tecnologia em si, os óculos têm um peso bem mais reduzido que os concorrentes.

O headset conta ainda com sensores de espaço no seu exterior, o que lhe permite reconhecer e informar o utilizador para onde se deve deslocar para não embater com qualquer obstáculo.

O hardware destes óculos é complementado com um processador Snapdragon 820 que trabalha em parceria com um Adreno 530 GPU para fornecer conteúdos a 60 fps. O display tem uma resolução de 1440x1440 e conta com uma taxa de atualização de 70Hz.

Os Qualcomm VR ainda não têm data de lançamento agendada mas o preço deverá rondar os 450 dólares.

Próxima página: Alcatel 360 Camera, a democratização da tecnologia chegou à realidade virtual

Alcatel 360 Camera, a democratização da tecnologia chegou à realidade virtual
Com base na ideia da democratização tecnológica a Alcatel juntou duas câmaras 360º ao cardápio de realidade virtual low cost que apresentou em Berlim.

Ambos os modelos são compactos e um deles não chega a ultrapassar o diâmetro de uma moeda de dois euros. No entanto, não deixa de haver espaço para duas lentes fisheye de 210º cada uma.

Graças à tecnologia plug and play é possível conectar a câmara ao smartphone (Alcatel Idol 4, Idol 4s ou Pop 4s) e utilizá-lo como painel de controlo das filmagens e visualizar em tempo real tudo o que a câmara está a captar.

Preços? 99 dólares.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.