As impressoras 3D tomaram o ano de 2013 de assalto. Máquinas que "cospem" plástico e que conseguem construir com alto nível de detalhe todo o tipo de objetos. Também houve espaço para a impressão 3D com recurso a metais. E agora, já em 2014, chega um projeto de uma máquina gigante para "imprimir" casas.

O conceito está a ser desenvolvido na Universidade da Califórnia do Sul tendo o professor Behrokh Khoshnevis como mentor do projeto. A impressora utiliza cimento como material de impressão e segundo o Business Insider, a ideia passa por fazer com que a cada 24 horas possa ser construída uma nova casa.

No terreno onde o edifício deve ser construído os trabalhadores vão colocar duas linhas férreas, parecidas com a dos comboios, onde a impressora de grandes dimensões se vai deslocar. Conforme desliza, vai imprimindo.

Num vídeo divulgado no YouTube é possível ver que a máquina além de imprimir as paredes, repete o percurso para reforçar a estrutura com um preenchimento.

Assim que toda a estrutura principal da casa estivesse pronta, entrariam em ação os trabalhadores humanos para completar a obra, colocando janelas, portas e tratando da canalização por exemplo.

Behrokh Khoshnevis acredita que este projeto pode revolucionar a indústria da construção civil e nem sequer seria uma ameaça ao emprego, já que permite baixar o custo das casas, o que por sua vez iria estimular a procura por imóveis, fazendo crescer o sector. O projeto também teria grande utilidade em cenários afetados por desastres naturais, permitindo reconstruir rapidamente casas e outros edifícios.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.