Numa recente mensagem no Twitter, Elon Musk deixou a dica para tocar no logotipo da Tesla, no ecrã tátil da consola do carro, e esperar 10 segundos para o surgimento de uma caixa especial. As respostas não se fizeram tardar, e diversos utilizadores revelaram imagens do que se tratava: uma caixa que regista todos os easter eggs desbloqueados. Um dos símbolos refere-se à Atari (e a introdução de jogos da marca), outro representa o famoso Starman no Roadster que foi lançado ao espaço, há uma fogueira, um veado, e também um sino de vacas (Cowbell).

Este último já se tornou uma piada interna aos utilizadores da Tesla, devido a algumas funcionalidades que quando eram ativadas eram acompanhadas pelo “cowbell”, que é quase um sinónimo de easter egg para o magnata. O sucesso foi tal, que Elon Musk adicionou mais extras, tais como linhas humorísticas de Christopher Walken no programa Saturday Night Live ou mesmo sketches de Monty Python (apenas nos Estados Unidos).

Mas são vários os easter eggs que são possíveis encontrar nos veículos Tesla. Alguns deles são desbloqueados através de códigos inseridos na consola do automóvel, lembrando o que se fazia nos videojogos clássicos ou numa sucessão de botões. Por exemplo, os carros Tesla que têm o sistema de piloto automático instalado e ativado, os condutores podem premir o botão quatro vezes de “Autopilot” numa rápida sucessão, transformando a estrada do GPS na consola na famosa pista Arco-íris de Mario Kart. Elon Musk chamou a este Easter Egg de “psychedelic cowbell road”.

Ao pressionar o logotipo da consola por alguns segundos, irá aparecer no ecrã o pedido de inserção de códigos, que dão acesso a diferentes efeitos. Ao escrever “mars” no código, a interface muda para uma temática da SpaceX e o mapa transforma-se numa “skin” de Marte. Mas se inserir “007”, a interface muda para o do automóvel-submarino de James Bond. Com o código “ModelXmas”, o automóvel oferece um espetáculo de luzes dedicado ao Natal. Mesmo o carregador de eletricidade fica a piscar, como uma árvore de Natal.

Ao premir no “T” do logotipo da Tesla no monitor três vezes, transforma o ecrã tátil num caderno de rabiscos. Para além de ser possível desenhar, os utilizadores podem submeter para a Tesla avaliar a “obra de arte”… Há ainda planos para introduzir Marilyn Monroe a cantar o “Happy Birthsday”.

A cultura dos easter eggs, ou “more cowbell” será para continuar na Tesla. Sendo divertidos, os fãs partilham nas redes sociais, e tudo isso serve como publicidade gratuita para a empresa de Elon Musk. Veja o vídeo em baixo para compreender até onde vai a mente criativa do magnata. Neste caso, terá de escrever no código "Holiday"...

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.