O Hyundai Motor Group desenvolveu um novo protótipo de scooter elétrica, com base no seu conceito inicial apresentado na CES 2017. O Grupo revelou esta terça-feira as imagens do produto que sofreu e vai sofrer novas alterações. O objetivo é facilitar a mobilidade através da integração da scooter com futuros veículos da Hyundai e da Kia.

Quando integrada nesses veículos, a scooter é carregada automaticamente através da eletricidade produzida durante a condução, garantindo que o utilizador possa concluir a sua viagem até ao destino final. No entanto, a marca não revela datas.

Alterando a tração dianteira para a traseira neste novo protótipo, a marca garante que esta decisão é "fundamental para melhorar a segurança e a estabilidade, uma vez que posiciona o peso próximo à traseira". Para além disso, a equipa de engenheiros do Grupo adicionou uma suspensão à roda dianteira, de forma a proporcionar uma condução mais suave, mesmo em superfícies irregulares. "Queremos tornar a vida dos clientes o mais fácil e divertida possível", afirma o diretor da equipa de robótica do Hyundai Motor Group em comunicado.

A versão mais recente da scooter elétrica do Hyundai Motor Group possui uma bateria de 10,5 Ah de lítio, permitindo que atinja uma velocidade máxima de 20 km/h. Um único carregamento é suficiente para alimentar a scooter por cerca de 20 km, garante a empresa.

Quanto ao peso, os 7,7kg fazem dela uma scooter facilmente portátil, tendo ainda em conta que pode ser “desmontável”, o que a torna mais prática para a transportar quando não está a ser utilizada. E, com o objetivo de melhor a sua usabilidade, a scooter possui um display digital que mostra o estado da bateria, estando equipada com dois faróis dianteiros de LED e duas lanternas traseiras. O Grupo planeia agora instalar um sistema de freios regenerativos para aumentar o alcance da scooter em 7%.

A Hyundai vai agora concorrer com a Audi no “mercado elétrico”, depois de a marca alemã ter anunciado recentemente a e-tron Scooter, que nasceu da combinação de uma scooter elétrica com um skate e estará disponível no final de 2020. À semelhança do modelo da Hyundai, a e-tron Scooter consegue atingir uma velocidade máxima de 20 km/h e uma autonomia para 20 km.

Estes esforços da empresa estão em linha com as tendências destacadas pela consultoria global McKinsey & Company num relatório publicado no início deste ano, que mostrou que o mercado de "Last Mile Mobility" nos EUA, Europa e China deverá crescer para 500 mil milhões de dólares até 2030.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.