A Gamescom, que ainda está a decorrer na cidade alemã de Colónia, foi palco de uma torrente de anúncios por parte de várias empresas. A competição, pelo jogo com melhores gráficos, pelo jogo mais exclusivo e pelo jogo mais diferenciador está a puxar pelos limites dos estúdios e isso é bom para os jogadores.



Também ao nível das grandes empresas, como a Microsoft e a Sony – a Nintendo não se mostrou tanto –, também é notória a escalada de competitividade entre os sistemas, mesmo estando a PlayStation 4 com a dianteira no número de unidades vendidas. Mas reparem: a procissão ainda vai no adro, como diz o ditado, e para a Xbon One e PS4 o primeiro ano de mercado nem sequer está concluído.



O TeK foi acompanhando as várias novidades apresentadas na feira europeia e resume agora os principais destaques da Gamescom 2014.



Passe pelas próximas páginas para ficar informado das principais novidades das consolas mas também dos jogos. Prometemos que não terá de gastar mais de 15 minutos para saber o essencial.





Próxima página: Rise of the Tomb Raider será um exclusivo temporário da Xbox One

Rise of the Tomb Raider será um exclusivo temporário da Xbox One

[caption]Tomb Raider[/caption]

Foi um dos anúncios mais “chocantes” e que deixou muitos jogadores a revirarem os olhos. A Microsoft conseguiu uma parceria temporária e exclusiva com os produtores do próximo jogo de Lara Croft. Quando o título estrear em 2015, apenas vai acontecer na Xbox One.



Muito provavelmente o jogo acabará por chegar à PlayStation 4 em 2016, mas dado o grande perfil do jogo e dado o sucesso que o último título teve, este é sem dúvida um factor mais para os jogadores da Xbox One e um factor menos para os da PlayStation 4.






Próxima página: Quantum Brake: de fazer parar o coração

Quantum Brake: de fazer parar o coração



Pela primeira vez a Microsoft mostrou um gameplay de Quantum Brake, um exlusivo da Xbox One. E para os que realmente gostam de jogos este será um título obrigatório:










Próxima página: RIP Kinect

RIP Kinect

[caption]Kinect[/caption]

Não é uma morte anunciada, mas é um afastar das luzes da ribalta. O sensor de movimentos da Xbox One, um dos elementos mais diferenciadores da consola, teve pouco destaque na Gamescom.



Além de não ter sido anunciado nenhum jogo de alto perfil para o periférico, a Microsoft apresentou dois pacotes da Xbox One – um com Sunset Overdrive e outro com Call of Duty: Modern Warfare – e nenhum deles vem com Kinect. Tudo em nome do preço competitivo que é preciso manter relativamente à PlayStation 4.



A tecnológica de Redmond revelou ainda que num curto espaço de tempo a Xbox One vai receber suporte para DNLA e vai poder transmitir para smartphones e tablets.








Próxima página: Halo V: Guardians – lá se foi o Reveillon

Halo V: Guardians – lá se foi o Reveillon

[caption]Halo V: Guardians[/caption]

A Microsoft não mostrou muito do novo jogo, mas Halo é Halo. E a versão beta da mais recente incursão da franquia chega a 29 de dezembro. Os que comprarem a coleção Halo: The Master Chief Collection, vão ter acesso à beta do novo jogo.





Próxima página: 10.000.000

10.000.000

[caption]10.000.000[/caption]

A máquina de marketing que a Sony montou em torno da PlayStation 4 está a resultar e bem. A consola já leva 10 milhões de unidades comercializadas em todo o mundo e leva uma grande distância para as concorrentes diretas – Xbox One e Wii U.



Além do preço mais competitivo relativamente à Xbox One aquando do lançamento, a PlayStation 4 tem gozado de um hype social que classifica a consola da Sony como o melhor sistema de jogo de nova geração.





Próxima página: PlayStation Now e PlayStation TV na Europa

PlayStation Now e PlayStation TV na Europa

[caption]PS TV[/caption]

O serviço de distribuição de jogos por streaming, PlayStation Now, vai chegar em versão beta à Europa no próximo ano. O Reino Unido está confirmado como o primeiro mercado a receber o novo sistema de jogo.



Já a PlayStation TV vai chegar à maior parte dos países europeus a 14 de novembro deste ano, com três jogos ainda não anunciados, por 99 euros.





Próxima página: Share Play – uma funcionalidade dos tempos modernos

Share Play – uma funcionalidade dos tempos modernos

[caption]PS Vita[/caption]

A Sony anunciou que a PS4 vai em breve receber uma funcionalidade que permitirá a alguém, em qualquer parte do mundo, jogar um jogo que nem sequer tem. Para isso basta que um amigo, que terá de ter o tal jogo, lhe garanta acesso.



De certa forma é a versão atual e digital da jogabilidade partilhada no sofá lá de casa. Não consegue passar um nível? Passe o comando ao amigo. Está cansado de jogar, mas precisa que a personagem continue a evoluir? Coloque outras pessoas a tratar dessa missão.



Escusado será dizer que muitos utilizadores vão criar arranjinhos para que possam partilhar os jogos entre si, reduzindo assim o investimento nos títulos. Será no entanto obrigatório que os jogadores tenham o serviço PS Plus para terem acesso ao Share Play.





Próxima página: Preparem as carteiras

Preparem as carteiras



A Sony anunciou um lista de vários jogos exclusivos: The Tomorrow Children, The Vanishing of Ethan Carter, Hellblade, Wild e Allienation. Mas aqui ficam vídeos de dois dos mais sonantes jogos anunciados:









Próxima página: RIP PlayStation Vita

RIP PlayStation Vita

[caption]PS Vita[/caption]

A Microsoft não foi a única empresa negligenciadora na Gamescom. A PlayStation também decidiu passar ao lado da PlayStation Vita. Claro que a tecnológica japonesa diz que não esqueceu a portátil e que tem novos jogos em fabrico. Mas a verdade é que a PS Vita é cada vez mais um acessório da PlayStation 4 – e o problema é que vai chegar um outro ao mercado por 99 euros.



Resta à Sony a Tokyo Game Show, no Japão, para “salvar” a honra da portátil. Caso contrário, perspetiva-se um fim decadente para a Vita.





Próxima página: Silent Hills – até se vão borrar

Silent Hills – até se vão borrar





Uma das mais conhecidas franquias de jogos de terror está de volta e em grande estilo: a Sony disponibilizou um trailer interativo para o jogo em que só no final os jogadores descobriam do que é que se tratava. E esta demo em si já deixou muitos com os nervos à flor da pele.



Além do nome Silent Hill, que já é “pesado” o suficiente, estão ainda confirmados Guillermo del Toro e Hideo Kojima, o senhor “Metal Gear Solid”, além do ator Norman Reedus, mais conhecido da série The Walking Dead.



E foi o próprio Kojima quem disse que os jogadores iam borrar as calças todas quando tivessem em contacto com o novo jogo.





Próxima página: O que acharam da Gamescom?

O que acharam da Gamescom?



Muito mais foi apresentado na Gamescom 2014, como novidades para FIFA 2015 ou o novíssimo Assassin's Creed Rogue da Ubisoft. Mas para isso o TeK gostava de contar com o apoio dos leitores: que jogos se destacaram, na vossa opinião, na Gamescom? Qual o sistema de jogo que saiu mais reforçado após todos os anúncios?



E uma outra questão: terá a Gamescom conseguido ultrapassar a E3 a nível de apresentações? Pode em 2015 o maior evento de gaming do mundo acontecer no velho continente?


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.