Os jogos móveis são um mercado em expansão e é assente nessa premissa que a Razer vai fazer chegar ao mercado um smartphone desenvolvido a pensar exatamente nessa funcionalidade: jogar. Depois de várias semanas de leaks e rumores, a empresa mostrou finalmente ao mundo aquele que é o seu primeiro telemóvel e um dos primeiros (senão o primeiro) a levar em conta as necessidades dos gamers que apostam forte no entretenimento móvel.

Para isso, o Razer Phone conta com um processador Snapdragon 835, 8GB de RAM, 64GB de armazenamento interno (expansível via microSD), uma bateria de 4.000 mAh, dois altifalantes stereo e uma dupla câmara traseira de 12MP. O display, também ele ajustado às exigências dos jogos mais pesados, tem 5,7 polegadas e é o primeiro desta indústria a apresentar uma taxa de atualização de 120 Hz e tecnologia UltraMotion.

 

Escusado será dizer que a empresa vai enfrentar concorrência muito apertada dos grandes nomes deste mercado. No entanto, apesar de ter todas as especificações para competir no segmento topo-de-gama, Tom Moss, responsável pelo negócio da empresa no ramo móvel, explica que a Razer vai apostar num nicho composto por "consumidores que cresceram enquanto jogadores de videojogos", dando seguimento à identidade da empresa.

"Não almejamos estar no top três de fabricantes de smartphone num espaço de cinco anos", afirmou Moss. "Não precisamos de vender 10 milhões de unidades. Em vez disso, só queremos ser levados a sério pela concorrência, pelos retalhistas, pelas operadoras e pelo público, ao mesmo tempo que nos mantemos fiéis à ideia central da empresa, que é feita por gamers e para gamers".

Sobre o equipamento, o responsável sublinhou que é possível utilizá-lo durante muito tempo em alta performance sem que este aqueça, graças a uma técnica que foi repescada dos portáteis da marca. Prometido fica ainda uma experiência suave de jogo e uma performance de qualidade no uso quotidiano do telefone.

tek razer phone

"Estamos a tentar levar as tecnologias que desenvolvemos para os portáteis diretamente para a indústria móvel. Não é necessariamente para todos, mas eu acredito que seja para mais gente do que aquilo que à partida se possa pensar, dado o tamanho da indústria do entretenimento e dos videojogos".

Mais importa dizer que a Razer já está em conversações com alguns estúdios criadores de jogos para telemóvel, de forma a desenvolver propostas que possam realmente usufruir de todas as potencialidades deste smartphone. Alguns dos títulos já acordados incluem o Final Fantasy 15 Pocket Edition e o Shadow Gun Legends.

O Razer Phone vai estar disponível para encomenda a partir desta sexta-feira, dia 3 de novembro, e deverá chegar às lojas no próximo dia 14. O preço inicial é de 699 libras.