Alan Chan é um produtor californiano de cinemáticas para videojogos, tendo ainda trabalhado em cinema, e tal como muitas crianças sempre teve o fascínio pelo espaço, de como seria explorar outros mundos e percorrer o planeta vermelho. Decidido a produzir o seu próprio “programa espacial”, meteu mãos à obra de produziu Red Rover, uma espécie de simulador de condução em solo marciano.

Para obter o máximo de realismo possível, teve acesso às informações disponibilizadas pela HiRISE da NASA, a sonda de reconhecimento que está na orbita de Marte, e produziu uma experiência de realidade virtual para o Oculus Rift (também é possível experienciar o jogo sem VR). Embora tenha começado como um projeto pessoal, há alguns anos, este cresceu e já pode ser adquirido no Steam por 4 euros.

Este simulador não é um jogo, pois não tem missões, inimigos ou pontuações para registar. É uma experiência inspirada em nove áreas de Marte, cada uma com cerca de cinco quilómetros quadrados para os entusiastas na exploração. Zonas do planeta como Victoria Crater e Candor Chasma podem ser exploradas virtualmente.

Através das informações disponíveis para propósitos científicos, o produtor transformou as imagens em ambientes tridimensionais através do motor Unreal, algo que o autor alega nunca ninguém fez. Ainda que a geografia seja bastante apurada, o veículo de exploração é mais poderoso do que se esperaria, para tornar a experiência mais divertida para os utilizadores. O som também foi imaginado pelo criador, para ser menos monótono.

Futuramente, Alan Chan pretende explorar outros planetas, caso sejam disponibilizadas informações detalhadas, tal como Marte, sendo Júpiter o destino que adoraria rumar a seguir, como confessou ao Digital Trends.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.