Os Roombots são pequenos robôs modulares que se ligam entre si para criar um sistema inteligente de mobília: estruturas que se movem sozinhas, que se convertem noutros móveis e que se montam de forma autónoma. Melhor do que explicado, só visto:





Cada elemento modular é composto por duas metades que se movem de forma autónoma ou que podem ficar fixas. Desta forma quando vários Roombots se juntam, é criada uma estrutura que através da movimentação de meias esferas tem capacidade para se movimentar e transformar.



Como se vê pelo vídeo o projeto é mais do que um conceito, é já um modelo experimental mas funcional.



Mais do que impressionismo, os Roombots podem ser usados para fins práticos como criar mobília para pessoas com dificuldades de locomoção – a mesa vem à pessoa e não o contrário – e como criar mobília modular que sendo mais cara num primeiro investimento, reduziria a necessidade de comprar muitas novas peças no futuro.



Como explica Auke Ijspeert, investigador no laboratório de biorrobótica da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, um mesmo grupo de pequenos robôs tanto pode ser uma mesa como ser um candeeiro. Os Roombots serão a parte ativa do projeto, enquanto os tampos e as estruturas de mobília serão a parte passiva.



Os investigadores revelaram ao Mashable que o conceito está a 15 anos de poder ser produzido em massa para o consumidor comum, havendo ainda muita investigação para ser feita, sobretudo no aumento de velocidade de transformação e adaptação dos robôs.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.