Ao introduzir no mercado Dark Souls, a From Software de Miyazaki cunhou um estilo de RPG cuja fórmula tem sido copiada por muitos estúdios. Trata-se de um jogo de ação onde cada encontro com um inimigo pode revelar-se uma autêntica luta contra um boss. São jogos muito difíceis e desafiantes, que se não foram abordados da forma mais correta pelos jogadores poderá causar frustração. Jogos para “quem gosta de morrer, muito”, tornou-se o rótulo da série, e conseguintes “clones”. No entanto, os fãs reconhecem que mesmo sendo difícil é justo, e acabar por conseguir derrotar aquele inimigo difícil ou boss que parecia impossível inicialmente, reverte a frustração num sentimento de recompensa.

Talvez pactuando com a ironia, o novo jogo de Miyazaki chama-se Sekiro: Shadows Die Twice, mas acreditamos que os jogadores irão morrer bem mais do que um par de vezes, porque o estúdio não pretende diminuir a dificuldade da ação, embora prometa uma experiência totalmente distinta das anteriores.

A nova aventura troca os labirínticos e escuros cenários medievais por um ambiente do Japão do período Sengoku, onde viviam os samurais e shinobis. O jogador assume o ninja Sekiro, que parte numa senda de vingança contra um samurai que o atacou e feriu-o gravemente, raptando o seu senhor. O jogo abole todos os elementos de RPG, e invés de uma personagem muda e caracterizada pelo jogador, o protagonista tem um papel ativo na trama, com diálogos com outras personagens.

Inicialmente seria uma sequela espiritual de Tenchu, um clássico codesenvolvido pela From Software, mas acabou por tomar o seu próprio rumo. No entanto, a ação direta ou através de abordagens furtivas são o ponto essencial do jogo, embora despido das classes de personagem ou melhorias de equipamento. Invés de barras de saúde típicos do género, o estúdio investiu num sistema que obriga a derrotar os adversários com um único golpe, mas para tal, terá de eliminar os seus pontos de equilíbrio e posição, até uma abertura que permita a finalização. A dificuldade, essa espera-se, como sempre muito elevada.

As abordagens furtivas são assim aconselhadas tanto que possível, que permita eliminar rapidamente os inimigos sem serem alertados. A personagem é ágil e tem um gancho com uma corda para navegar rapidamente pelo cenário.

Sekiro: Shadows Die Twice já se encontra nas lojas para o PC, PlayStation 4 e Xbox One.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.