A história do ambicioso sonho norte-americano começou a tomar forma a 25 de maio de 1961, quando John F. Kennedy anunciou, perante uma sessão especial do Congresso, a intenção de enviar astronautas à Lua e fazê-los regressar em segurança à Terra antes do final da década de 1960.

A estratégia norte-americana para a exploração espacial já estava, assumidamente, em curso desde abril de 1959, quando foi apresentado o projeto Mercury, de voo tripulado. Mas tal objetivo só foi cumprido passados dois anos, a 5 de maio de 1961, e não antes da antiga União Soviética fazer de Yuri Gagarin o primeiro humano a orbitar a Terra.

Foi desta forma, sob grande pressão, que Kennedy decidiu definir um objetivo maior, muito desafiante tecnologicamente, que permitiria aos EUA ultrapassarem a rival soviética e liderar nos “desígnios espaciais”. O risco era grande, já que ainda não havia um caminho traçado para a Lua, mas “os louros” eram apetecíveis...

Foi com a Apollo 11 e com os seus três tripulantes que o Homem conseguiu chegar à Lua pela primeira vez, mas as várias missões que a antecederam foram determinantes para tornar o sonho realidade.

Ainda antes das Apollo, o programa Gemini contribuiu para apurar e testar diferentes aspectos a que seria necessário dar resposta numa viagem do género, como a capacidade dos astronautas fazerem voos de longa duração ou da nave acoplar em órbita em redor da Terra ou da Lua.

Já o conjunto de missões que concretizaram o desígnio não começou da melhor forma: a primeira de todas, a Apollo 1, resultou numa tragédia, com a morte dos três tripulantes durante uma simulação na plataforma de lançamento, quando a cápsula onde permaneciam se incendiou, a 27 de janeiro de 1967.

Pela positiva, no caminho norte-americano até à Lua, destaque para a missão Apollo 7, a primeira a voar, a 11 de outubro de 1962, a Apollo 8, a primeira com tripulação num voo a orbitar a Terra, lançada em dezembro de 1968, e a Apollo 9, que serviu para testar várias manobras com o módulo lunar.

Estes foram alguns dos pequenos passos dados pela NASA para que pudesse acontecer o grande passo para a humanidade dado na noite de 20 de julho (madrugada de 21 de julho em Portugal Continental) de 1969, no Mar da Tranquilidade, região quase plana e escura onde o módulo Eagle alunou, depois de se ter distanciado da zona inicialmente prevista. Mas essa parte da história da primeira vez do Homem na Lua fica para outro dia…

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.