Desde há alguns anos que vídeos da Marinha dos Estados Unidos têm alimentado as teorias sobre objetos voadores não identificados (OVNIs), depois de terem sido publicados em 2017 pelo The New York Times sem terem sido disponibilizados oficialmente. Agora o Departamento da Defesa autorizou o lançamento dos três vídeos, garantindo serem ficheiros "inclassificáveis".

Em comunicado, o Departamento da Defesa garante que depois de uma análise "minuciosa", a instituição determinou a liberação autorizada dos vídeos, que datam de 2004 e 2015. A decisão surge após se ter verificado que esta publicação não afeta as investigações norte-americanas sobre "fenómenos aéreos não identificados" no espaço aéreo militar.

O vídeo mais longo tem a duração de 1,16 minutos e mostra um fenómeno relativamente estático até desaparecer do radar. O ficheiro foi publicado com a designação "Flir" na bibilioteca virtual da Marinha.

Nos outros vídeos, mais curtos, é possível ver dois objetos, em cada um deles. Estes bem mais "irrequietos".

Em 2017, o Pentágono admitiu ter financiado um programa secreto, de vários milhões de dólares para investigar OVNIs. O chamado Programa Avançado de Identificação de Ameaças de Aviação funcionou de 2007 a 2012 e recebeu 22 milhões de dólares por ano de financiamento, e dele terão resultado documentos que descrevem o aparecimento de “engenhos” voadores não identificados que pareciam mover-se rapidamente, sem sinais visíveis de propulsão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.