Até 2023 o Governo quer contratar mais cinco mil investigadores doutorados, num objetivo que inclui a integração de 1.500 na carreira. A meta foi fixada no novo Contrato de Legislatura para o período de 2020-2023, assinado na manhã desta sexta-feira entre o Governo e as instituições de Ensino Superior, na Residência Oficial do Primeiro Ministro.

Uma das metas traçadas no documento é a contratação de cinco mil investigadores doutorados (a somarem-se aos 5.166 desde 2017), incluindo 1.500 para ingresso na carreira (através de concursos regulares) e 500 por tempo indeterminado, estes últimos a serem feitos pelos laboratórios associados (instituições científicas com estatuto próprio).

Oeiras vai investir quase dois milhões de euros por ano em Ciência para criar algo “inédito” em Portugal
Oeiras vai investir quase dois milhões de euros por ano em Ciência para criar algo “inédito” em Portugal
Ver artigo

Ainda no que diz respeito ao total de investigadores a contratar, com doutoramento concluído, mil serão por concursos anuais individuais e 800 por concursos bianuais institucionais, que serão lançados pela Fundação para a Ciência e Tecnologia.

Quanto às restantes contratações estimadas até 2023 serão realizadas em associação com projetos de investigação, 200, ou por 400 unidades de investigação, ou seja, agregadas ou não a universidades e politécnicos. Nestes contratos entram também 100 laboratórios colaborativos e 500 empresas.

Os novos contratos previstos serão celebrados ao abrigo do programa de estímulo ao emprego científico, até finais de 2023, nomeadamente através de fundos estruturais e fundos europeus.

O Contrato de Legislatura visa reforçar a qualificação dos portugueses e estimular a convergência de Portugal com a Europa até 2030 através de um esforço de responsabilização coletiva e fixando um quadro estável e planeado do financiamento público para o ensino superior nos próximos quatro anos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.