Em setembro passado, a agência indiana perdeu contacto com o módulo espacial Vikram, lançado com o objetivo de alcançar a lua de forma suave e segura. A missão, contudo, não foi bem sucedida. De acordo com a ISRO (Organização Indiana de Estudos Espaciais), o aparelho não estabeleceu contacto com a superfície da Lua da maneira que se esperava, tendo acabado por colidir de forma aparatosa com a mesma.

Segundo o relatório oficial, os propulsores de estabilização não funcionaram como deveriam, levando o módulo a cair a 500 metros do local designado para a alunagem. Contudo, “nem tudo está perdido”, dado que todos os oito instrumentos científicos estão aptos e a recolher “dados científicos valiosos”.

Caso a alunagem tivesse sido bem sucedida, a Índia seria agora o quarto país a ter conseguido levar um módulo espacial à Lua em segurança. A ISRO pode ter conseguido salvaguardar a importância científica da missão, mas o acidente comprova que a alunagem continua a ser um feito complicado de concretizar, mesmo com tecnologia moderna.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.