A NASA deu mais um passo no desenvolvimento do telescópio espacial James Webb, o sucessor do Hubble. Depois de os engenheiros da agência espacial norte-americana terem juntado com sucesso as duas metades do telescópio em 2019, a equipa de especialistas testou com sucesso o enorme espelho principal, tendo conseguido colocá-lo na posição que terá quando chegar ao espaço.

Mais uma conquista na construção do telescópio espacial “mais poderoso de sempre” da NASA
Mais uma conquista na construção do telescópio espacial “mais poderoso de sempre” da NASA
Ver artigo

Em comunicado, a NASA avança que tem vindo a fazer progressos em preparação para o lançamento em 2021. Os técnicos e engenheiros que estão a realizar os testes nas instalações da Northrop Grumman, na Califórnia, comandaram o sistema interno do telescópio para assumir a configuração que terá quando entrar em órbita, tendo o espelho principal uma dimensão total de 6,5 metros.

A agência especial explica que a realização dos testes ao telescópio tornou-se mais difícil, uma vez que já está montado, mas não deixam de ser essenciais para verificar se consegue abrir e fechar as suas “asas”. A equipa de engenheiros também conseguiu acrescentar com sucesso ao espelho principal do telescópio um equipamento que é capaz de simular o ambiente de gravidade zero que encontrará no espaço.

Regularmente submetido a testes, em janeiro de 2018 foi a vez de a equipa da NASA realizar um teste de resistência em baixa temperaturas. Na altura, o processo foi filmado e publicado num timelapse onde toda a preparação de nove meses é exposta em pouco mais de 90 segundos.

“Como é que se mete um elefante no frigorífico?” A NASA demonstra
“Como é que se mete um elefante no frigorífico?” A NASA demonstra
Ver artigo

Se tudo correr como planeado, assim que chegar ao espaço, o telescópio vai explorar o cosmo através de luz infravermelha, desde planetas e luas dentro do nosso sistema solar até as galáxias mais antigas e distantes.

A NASA afirma, no entanto, que a pandemia de COVID-19 a levou a adaptar os planos de preparação do telescópio espacial. Para garantir a segurança, a equipa nas instalações da Northrop Grumman teve de ser reduzida e, a partir de abril, o projeto vai ser posto temporariamente em pausa. A agência vai agora decidir qual será o rumo a tomar consoante a evolução da pandemia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.