Os cientistas da University of Canterbury, na Nova Zelândia, detetaram um exoplaneta com características semelhantes às da Terra no centro da galáxia. O Kepler-62f é descrito como uma “Super Terra” rara e encontra-se na constelação Lyra, a cerca de 1.200 anos-luz do nosso planeta.

De acordo com os investigadores da universidade neozelandesa, o Kepler-62f faz parte do conjunto de exoplanetas raros que apresenta um tamanho e uma órbita parecida à da Terra.  Antonio Herrera Martin, o cientista que liderou a investigação, explica que o planeta apresenta uma dimensão que se encontra entre o tamanho da Terra e de Neptuno.

O estudo recém-publicado na revista científica The Astronomical Journal elucida que o Kepler-62f orbita em torno de uma estrela com 10% da massa total do Sol, encontrando-se na zona “habitável” do sistema planetário Kepler-62. Um ano no planeta equivale a cerca de 617 dias terrestres.

Diagrama do sistema planetário Kepler 62
créditos: NASA

Para conseguir detetar o Kepler-62f, os astrónomos recorreram a uma técnica de microlente gravitacional, mas a tarefa não foi fácil. Segundo Antonio Herrera Martin, a combinação da gravidade do planeta com a da estrela central do seu sistema planetário causou uma amplificação da luz de uma estrela ainda mais distante. Para conseguir medir a distorção foram usados vários telescópios em diversas partes do mundo.

Os cientistas indicam que o efeito de distorção identificado é muito raro, afetando apenas uma estrela num conjunto de um milhão. O investigador que liderou a descoberta afirma que não é possível repetir o mesmo tipo de observação que os astrónomos realizaram e a probabilidade de encontrar um planeta nas mesmas circunstâncias é extremamente baixa.

O Kepler-62f não é um exoplaneta totalmente desconhecido para a comunidade científica. Em 2013, a NASA descobriu três novos planetas nos sistemas planetários Kepler-62 e Kepler-69, incluindo o que foi recentemente detetado pelos cientistas da University of Canterbury.

Tamanho e temperatura: descoberto o planeta mais parecido com a Terra
Tamanho e temperatura: descoberto o planeta mais parecido com a Terra
Ver artigo

Em abril de 2020, um grupo de investigadores do Instituto SETI descobriu o exoplaneta mais parecido com a Terra. O Kepler-1649c encontra-se na constelação Cygnus, a uma distância de 302 anos-luz, e é um planeta rochoso, cerca de 6% maior que a Terra e orbita uma área “habitável” da sua estrela.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.