Ao longo deste ano serão vendidos dezenas de milhões de tablets, garante a Deloitte no seu relatório 2010 TMT Predictions. A consultora tem perspectivas ainda mais optimistas para os anos seguintes, antevendo que as fabricantes que já direccionaram o seu investimento para este mercado fizeram uma boa aposta.

Para a Deloitte, os "nettabs", como lhes chama, vêm endereçar necessidades de consumo específicas que não têm obtido resposta por parte dos dispositivos existentes actualmente.

Na opinião da consultora, os smartphones ainda são "demasiado pequenos para ver vídeos ou mesmo para navegar na Internet", enquanto os notebooks, netbooks e PCs ultra-portáteis continuam "demasiado grandes, pesados ou caros".

"Logo que o mercado se aperceba da capacidade de venda dos nettabs, a concorrência irá crescer rapidamente, dando origem a um sector da indústria tecnológica que poderá ultrapassar o dos dispositivos GPS", considera a Deloitte.

Entretanto, o crescimento exponencial dos tablet deverá prejudicar um outro mercado emergente: o dos leitores de ebooks, com a consultora a prever que por cada milhão de tablets vendidos, haverá um impacto negativo correspondente em e-readers.

No 2010 TMT Predictions prevê-se ainda que a virtualização do desktop passe a ser levada muito mais a sério, com a estimativa de que mais de um milhão de computadores de secretária passem para a "nuvem".

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.