Pela primeira vez em 15 anos, a Apple conseguiu que os seus computadores superassem os cinco por cento de quota. Os dados são da Needman & Co que atribui à fabricante 5,2% do mercado mundial.

A consultora refere que a Apple registou no último trimestre um crescimento superior ao da média da indústria (24,6% para 5,3%). Esta aliás foi a 22ª vez consecutiva que o número de Mac saídos das fábricas ultrapassaram a média dos números trimestrais da concorrência.

A Apple conseguiu vender 4,89 milhões de computadores no último trimestre, o que terá contribuído para passar a "marca mágica dos 5%", face aos 4,7% registados nos três meses anteriores.
No mercado doméstico, a subida dos computadores da Apple cresceu 25,6% comparativamente a quatro por cento do restante mercado. Entre as empresas a adoção de Mac aumentou 43,8%, com grande diferença face aos 4,8% registados pelas rivais HP, Dell ou Acer, escreve o AppleInsider.

A Ásia Pacífico representa a região de crescimento mais rápido para a Apple com (57,2% no trimestre) e o Japão a segunda (49,6%). Na Europa a marca da maçã também conseguiu bons resultados ao registar um crescimento de 19,5 quando o resto do mercado registou uma contração de 10,7%.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.