Embora grande parte da produção dos equipamentos da Apple seja realizada na China, Tim Cook quer garantir que mais componentes sejam feitos nos Estados Unidos, onde poderão ser também assemblados os novos iMacs.

A ideia foi avançada numa entrevista à NBC, onde o CEO da Apple admitiu a intenção de fazer "mais e mais" nos Estados Unidos, explicando que alguns componente chave do iPhone já são desenvolvidos no país, sendo depois enviados para a China para assemblagem.

Esta foi a primeira entrevista de Tim Cook desde que assumiu a liderança da Apple no ano passado. A criação de postos de trabalho nos Estados Unidos parece ser um dos compromissos estratégicos, depois da empresa ter enfrentado fortes críticas pelas condições de trabalho dos funcionários do seu parceiro de produção, a Foxconn, na China.

Segundo Tim Cook, o efeito Apple nos Estados Unidos garante emprego a mais de 600 mil pessoas nos Estados Unido, um número que inclui funcionários da empesa mas também programadores, investigadores e lojas. Estão ainda contabilizados os colaboradores dos centros de dados na Carolina, Nevada e Oregon.

A estratégia de retomar a produção de equipamentos nos Estados Unidos parece já estar em curso. A mais recente linha de computadores all in one iMac já tem a indicação "Assembled in USA" e alguns especialistas especulam que podem já estar a ser produzidos na Califórnia, mais concretamente em Fremont, mas a Apple ainda não confirmou a informação.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.