Um dos últimos vídeos que está a fazer ‘furor’ relativamente ao sistema de condução autónoma dos Tesla mostra o condutor a fazer a barba enquanto o veículo vai conduzindo sozinho. Mas este é apenas o mais recente de muitos outros exemplos - abusivos - que testam o modo de piloto automático dos carros da empresa norte-americana.

Pouco agradado com este cenário de excesso por parte dos utilizadores, o diretor executivo da Tesla, Elon Musk, afirmou que a empresa vai arranjar uma forma de limitar a funcionalidade de autopiloto.

O CEO não entrou em detalhes, mas reforçou novamente a ideia de que o sistema ainda está em versão beta e que em momento algum os condutores devem tirar as mãos do volante.

O The Verge aponta como provável uma limitação no qual o sistema de piloto automático só pode ser usado quando o utilizador tem as mãos no volante - se as tirasse, então o sistema seria desativado, o que obrigaria o condutor a tomar conta do 'leme' e prestar novamente atenção à condução.

A Tesla revela numa carta aos investidores que existem 40 mil veículos no mundo que podem tirar partido desta funcionalidade de piloto automático. Os veículos Model S e Model X são aqueles que atualmente suportam a funcionalidade.

Os veículos conseguem dirigir na autoestrada, trocar de faixa e também sabem adaptar a velocidade tendo em conta o tráfego automóvel envolvente. Os carros da Tesla também são capazes de detetar espaços de estacionamento e fazer a manobra sozinhos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.