As alfaces romanas cresceram graças ao sistema Veggie, aquilo que a NASA colocou de comparável a uma horta no espaço, com o objetivo de perceber melhor o funcionamento e crescimento das plantas num ambiente sem gravidade.

A agência espacial norte-americana quer amadurecer a tecnologia para poder oferecer aos futuros viajantes espaciais um meio de alimentação sustentável, um ponto considerado crítico na intenção de enviar homens a Marte.

Adicionalmente, o sistema Veggie também poderá servir como atividade de jardinagem puramente recreativa, que possa entreter os astronautas durante as missões ao espaço profundo.

Enviado para o espaço com sementes de alface romana e zínia em abril de 2014, a horta espacial deu os seus primeiros “frutos” há cerca de um  atrás, mas na altura a totalidade das plantas foi congelada e enviada para o planeta Terra, para ser analisada quanto à existência de componentes nocivos para os humanos, nomeadamente bactérias.

Desta vez será apenas enviada para Terra metade das amostras recolhidas deste sistema que usa lâmpadas LED vermelhas e azuis para o crescimento, e verdes para os astronautas observarem o desenvolvimento das plantas. A outra metade vai ser higienizada com uma substância à base de ácido cítrico para depois fazer parte das refeições dos astronautas desta segunda-feira.

Veja ainda o vídeo onde se explica o projeto.

 

Nota da redação: Foi adicionada a galeria de fotos e o vídeo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.