A 20th Century Fox, a Paramount Pictures, a Time Warner, a Walt Disney e a Universal Studios decidiram juntar-se e processar a Samsung. Na origem da queixa apresentada em tribunal estão, segundo a Bloomberg, bugs em alguns DVDs da fabricante asiática que permitem aos seus utilizadores contornar tecnologias anti-cópia.



Ao que tudo indica, a queixa deverá referir um modelo particular de DVD ROM da Samsung, o HD841, que aparentemente é capaz de evitar a tecnologia de encriptação usada pelos estúdios cinematográficos para impedir a cópia não autorizada dos seus títulos.



Em declarações à agência de notícias, responsáveis da Samsung afirmaram não ter recebido até à data qualquer notificação sobre o processo, mas mostram-se admirados com a forte possibilidade do mesmo se referir ao DVD-HD841, que a fabricante vendeu nos Estados Unidos entre Junho e Outubro de 2004. "A ser verdade, não sei porque razão os estúdios de cinema estão a apresentar queixa sobre produtos cuja produção terminou há mais de 15 meses", indicou um porta-voz da Samsung.



A fabricante sul-coreana diz ter suspendido totalmente a produção do modelo precisamente quando descobriu que as suas funcionalidades de protecção anti-cópia poderiam ser "contornadas" por utilizadores mais conhecedores das tecnologias.



Notícias Relacionadas:

2005-09-19 - Estúdios de Hollywood investem em I&D para travar pirataria

2004-12-15 - Hollywood processa serviços P2P nos EUA e Europa

2004-11-17 - Estúdios americanos preparam mais de 200 processos contra comércio ilegal de filmes

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.