“Vamos lançar o nosso próprio satélite para sabermos onde está a poluição e definir como vamos combatê-la”, mencionou o governador da Califórnia, Jerry Brown durante a Global Climate Action Summit, que decorreu em São Francisco, nos Estados Unidos. A conferência decorreu, ironicamente, na costa oposta da nação que tem sido vítima de diversos furacões intensos nos últimos dias.

Tendo em conta a posição negativa da Casa Branca sobre a ciência climática, o Estado da Califórnia teme que a NASA seja obrigada a desligar as sondas de estudo do clima, sobre a pressão de Donald Trump. Nesse sentido, está a ser construído um satélite em parceria com a Planet Labs e a California Air Resources Board.

Apesar da vontade, questões ligadas com os custos do projeto e o tempo que demorará a construir podem colocar em causa a sua conclusão, já que nos próximos dois anos pode haver mudanças na liderança da Casa Branca e as políticas climáticas possam voltar a ser um centro de preocupações.

tek california satelite
Jerry Brown, governador da Califórnia, no seu discurso na Global Climate Action Summit em São Francisco, Califórnia, EUA. Fotógrafo: David Paul Morris/Bloomberg créditos: © 2018 Bloomberg Finance LP

Durante as conferências muitas foram as críticas a Donald Trump, por este negar as mudanças climáticas, e de ter retirado o apoio ao Acordo de Paris, que visa controlar o aumento das temperaturas do planeta. Nos últimos dois anos, o governador e os deputados da Califórnia têm trocado diversos processos em tribunal com a administração de Donald Trump, em causa estão leis ambientais e de imigração que têm sido divergentes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.