A Comissão Europeia não está satisfeita com o número de mulheres que estão ligadas ao sector das novas tecnologias. Em comunicado é dito que a economia digital e o mercado das aplicações estão a crescer, mas depois pergunta-se "onde estão as mulheres?".

Os números apresentados pela CE justificam a questão levantada. Apenas nove em cada 100 programadores são mulheres, apenas 19% dos gestores em empresas de TIC são mulheres e apenas 19% dos empreendedores em TIC são mulheres. Números que são baixos quando comparados com a presença de elementos do sexo feminino noutras áreas de negócio, onde os números rondam os 45%.

Até o nível de mulheres graduadas em computação é apenas de 3% e o número de mulheres que compõe a força de trabalho das empresas das TIC ronda os 30%.

Com o objetivo de alterar toda esta situação, para uma mais equilibrada relativamente à presença masculina, a Comissão Europeia está a lançar a iniciativa Every Girl Digital. Além de uma página dedicada no Facebook, o movimento pretende entusiasmar as mulheres para o mundo digital e para as razões atrativas que este segmento de negócio tem.

Como? Através da publicação de história de sucesso, tanto de homens como de mulheres, que estimulem a entrada de novos elementos nesta economia. Os casos de sucesso podem ser encontrados em ICTLadies.

Em comunicado a comissária europeia para os assuntos digitais, Neelie Kroes, pediu inclusive às mulheres para darem "uma oportunidade à programação". A alta representante disse ainda que "a tecnologia é demasiado importante para ser deixada para os homens".


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.