A ideia que a Quick-E traz à CES 2020 é vender powerbanks pré carregados em lojas de conveniência, cafés e supermercados, por preços baixos, a menos de 3 euros, e permitir que depois de esgotada a carga o equipamento seja devolvido à precedência e recarregado para nova utilização.

O Quick-E já começou a ser vendido no Reino Unido e vem envolto num envelope postal, que depois de usada a bateria possa ser desdobrado e colocado diretamente no correio, com taxa postal já paga. A empresa recebe a bateria e volta a carregá-la, colocando-a outra vez no mercado, um ciclo que pode ser repetido até 500 vezes.

A bateria é leve e fina e tem integrada a ficha para ligação aos smartphones Android e iOS, ou tablet e laptop. Por isso é vendida em três versões, a Quick-E Lightning para iPhones, Quick-E Type-C para Android e o Quick-E Book para Laptops e Tablets.

Stefan Paris Michael, um dos fundadores da empresa, explicou ao SAPO TEK que está na CES 2020 à procura de parcerias para expandir o negócio aos Estados Unidos, mas que também está a considerar o alargamento a outros países europeus, através de parcerias. Um dos principais problemas pode ser o custo da taxa postal, e a diferença entre os vários sistemas postais na Europa.

O SAPO TEK está a na CES 2020 em Las Vegas para descobrir as principais tendências e os gadgets mais interessantes, mas também os mais estranhos e pode acompanhar aqui todas as notícias que vamos trazendo em direto de Las Vegas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.