As autoridades chinesas estão a preparar uma base de dados com os rostos dos quase 1.400 milhões de habitantes do país, de forma a reconhecer qualquer pessoa em segundos.

A notícia é avançada pelo jornal South China Morning Post, citado pela Lusa, que acrescenta que o projeto foi lançado pelo ministério de Segurança Pública, em 2015, e, neste momento, tem um sistema com uma precisão de reconhecimento de 90%.

O sistema suscita preocupações sobre a proteção dos dados pessoais dos cidadãos, mas os responsáveis pelo projeto asseguram que o uso comercial será estritamente proibido.

Os mesmos responsáveis, citados pelo diário chinês, garantem que para aceder à base de dados é necessário passar por códigos e chaves de segurança de diferentes altos quadros do ministério de Segurança Pública, tornando o roubo de dados "extremamente difícil".

Na China, o reconhecimento facial é já muito usado, nomeadamente para pagar em restaurantes ou fazer check in em aeroportos.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.