A Google tem vindo a desenvolver o sistema operativo Fuchsia, com o objectivo de, a longo prazo, vir a substituir o Android. Anteriormente, já tinha sido possível testar este novo sistema operativo no Pixelbook. No entanto, uma recente alteração publicada na página de gestão do código-fonte do Chromium sugere que o Fuchsia poderá vir a ser usado também nos Chromebooks com processador AMD.

De acordo com o site 9to5Google, essa alteração demonstra que é intenção da Google permitir aos Chromebooks com AMD o multi-boot para o núcleo Zircon. Esse núcleo é conhecido por potenciar o Fuchsia e é visto como o alicerce do sistema operativo.

No entanto, ocorreram vários erros na anterior tentativa de instalação do Fuchsia no Pixelbook. Existe, assim, um longo caminho a percorrer até que o lançamento do novo sistema operativo seja uma realidade, especialmente se considerarmos o propósito deste se estender a todo o ecossistema Google.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.