Um grupo de representantes da comunidade Linux reuniu-se nas instalações do Google, na Califórnia, para discutir o estado actual de desenvolvimento do open-source. O encontro contou com seis programadores de kernel que iniciaram a sessão de pergunta-resposta com um grupo de 70 utilizadores Linux, fornecedores de software e jornalistas.




Entre os assuntos abordados destacaram-se as questões relacionadas com as recentes parcerias da Microsoft no mercado open-source, nomeadamente a Novell, a Xandros, a LG Electronics e a Linspire. As três empresas associaram-se à fabricante norte-americana ganhando protecção contra acções legais por violações de patentes.




Os grupos presentes assumiram o seu desagrado face à estratégia da Microsoft, classificando a empresa de Bill Gates de "inimiga" em diversas ocasiões, escreve a imprensa internacional.




Mesmo assim, a maioria dos utilizadores de plataformas de código aberto mostra-se tranquila quanto às ameaças da Microsoft e afirmam que as advertências da empresa norte-americana não são mais do que mecanismos para intimidar os utilizadores.




James Bottomley, membro da Steeleye Technologies, considera improvável que a Microsoft avance com processos legais contra os utilizadores de Linux, uma vez que estes também adquirem produtos Microsoft e refere que "os clientes deles são os nossos clientes".




Por enquanto o grupo afirma que vai continuar a trabalhar no desenvolvimento de mais e melhores códigos para o kernel Linux, aumentando o número de soluções concorrentes ao software proprietário.




Notícias Relacionadas:

2007-06-14 - Microsoft reforça acordos no mundo Linux através de parceria com a Linspire

2007-05-07 - Dell junta-se à parceria Microsoft/Novell para a interoperabilidade de sistemas

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.