Em março, e devido ao contexto inicial de pandemia de COVID-19, o limite de pagamentos contactless passou de 20 para 50 euros. Inicialmente a medida era temporária, mas, face ao crescimento registado da utilização da tecnologia, esta forma de pagamento veio para ficar.

O anúncio surge por parte do Banco de Portugal, numa decisão da comunidade bancária portuguesa, em articulação com o Banco e a SIBS. Desta forma, os consumidores vão poder continuar a utilizar a tecnologia contactless para realizar pagamentos presenciais até 50 euros sem introduzir o PIN, sendo apenas necessário aproximar o cartão do terminal de pagamento.

Tal como explica o Banco de Portugal, a medida inicial em resposta à pandemia de COVID-19 pretendeu incentivar o uso de pagamentos "sem contacto" e parece ter tido efeito. Os consumidores passaram a recorrer à tecnologia contactless em cerca de 20% das compras com cartão, praticamente duplicando o nível de utilização existente antes da pandemia. Em 2018, o número de transações realizadas através da tecnologia mais do que duplicou face a 2017, mas ainda ficava muito aquém do desejado.

A verdade é que a COVID-19 levou a uma alteração nos hábitos de consumo dos portugueses, com o MB WAY a ser um dos destaques. Ainda na primeira semana de junho, por exemplo, a média de compras através do MB WAY voltou a atingir o valor mais alto, com a utilização do serviço nos canais online a registar uma subida de 42% acima do período pré-pandemia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.