Três homens enfrentam um processo judicial nos Estados Unidos por alegadamente terem modificado consolas Xbox da Microsoft por forma a que os equipamentos lessem jogos piratas.



Os infractores, dois proprietários de uma loja e um terceiro homem, introduziam nos equipamentos um novo chip de controlo e um disco rígido de 250 Gbytes. O software embutido no chip criava um novo menu de arranque que permitia jogar qualquer jogo pirata.



Os clientes da loja pagavam entre 225 e 500 dólares, dependendo do nível de modificação das consolas e do número de jogos pré-carregados no disco rígido, divulga a imprensa internacional.



Os homens enfrentam agora um processo federal por conspiração e tráfico de tecnologia usada para quebrar sistemas de protecção de cópia e têm a primeira audiência marcada para Janeiro do próximo ano.



As investigações que conduziram às detenções revelam que o esquema se mantinha activo há já vários meses. Uma das principais provas contra o grupo é a aquisição de uma consola modificada por um dos investigadores do caso, que foi à loja sob disfarce e adquiriu uma Xbox por 265 dólares que incluía 77 jogos piratas. Ainda este mês o grupo planeava vender as primeiras Xbox 360 já modificadas.



Notícias Relacionadas:

2005-12-19 - Crackers garantem ter dado o primeiro passo para quebrar sistema anti-pirataria da Xbox

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.