O Windows XP pode vir a ser o último sistema operativo a deter uma quota de mercado acima dos 50%. A versão mais actual do Windows (Windows 7) deverá atingir, no máximo, 41% do mercado, menos de metade da quota conseguida pela versão antecessora no seu pico.

As previsões são feitas pelo ComputerWorld, com base em dados da Net Applications, e referem que, no seu melhor momento, o Windows XP chegou a marcar presença em mais de oito em cada 10 computadores de todo o mundo. Em Novembro de 2007, a versão detinha 83,6% do mercado.

Com base no crescimento médio do Windows 7 nos últimos três meses, estima-se que o sistema operativo alcance 41% do mercado no terceiro trimestre de 2012. Depois disso, a utilização desta versão entrará em declínio, com a chegada do Windows 8.

Apesar de todos os anos que já leva no mercado, e da sua quota estar obviamente a diminuir, o Windows XP ainda lidera entre os sistemas operativos, com os números mais recentes, relativos ao mês de Maio, a apontarem para uma quota de mercado de 52,4%.

O grande intervalo entre o lançamento do XP em 2001 e a estreia do Vista no final de 2006, com o pouco sucesso que esta versão acabou por ter, são os factores normalmente apresentados para explicar a predominância em escala e volume do sistema operativo mais antigo.

As condições poderão reunir-se novamente, mas será muito pouco provável que a Microsoft volte a deixar passar um intervalo de tempo tão grande entre os lançamentos de novas versões do seu sistema operativo, considera a publicação norte-americana. O ciclo de desenvolvimento está actualmente definido em três anos.

Embora a empresa não tenha confirmado a data de lançamento para o Windows 8, a maioria dos especialistas acredita que a nova versão do sistema operativo da gigante da informática chegue ao mercado no Outono de 2012, ou seja, os tais três anos após o lançamento do Windows 7.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.