O programa e-escola soma à data 290 mil inscritos, dos quais 180 mil já receberam computadores portáteis com acesso de banda larga à Internet, segundo o anunciado quarta-feira pelo ministro das Obras Públicas, Mário Lino.



Lançado em Junho de 2007, o e-escola permite que estudantes, professores e formandos adquiram um computador portátil pelo valor máximo de 150 euros, sendo o valor máximo da mensalidade de acesso à Internet em banda larga de 17,5 euros.



Os três operadores móveis - TMN, Vodafone e Optimus - integram este programa definido pelo Governo, no âmbito das contrapartidas alinhadas para a Sociedade da Informação aquando da atribuição das licenças 3G.



"Os programas e-oportunidades, e-escola e e-professores são um poderoso instrumento ao serviço da sociedade da informação e do conhecimento no nosso país", considerou Mário Lino, que falava durante a cerimónia de entrega de diplomas de 12.º ano e de computadores a funcionários dos CTT, no âmbito da iniciativa Novas Oportunidades, citado pela Lusa.



Notícias Relacionadas:

2008-06-04 - Oferta e-escola da TMN reforçada

2007-09-11 - Programa e-escolas inicia entrega de portáteis a alunos e professores

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.