Portugal e Egipto formalizam esta quinta-feira, no Cairo, um acordo para a venda de programas, conceitos e assistência técnica relacionados com o Simplex.

O protocolo será assinado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, mas foi finalizado durante esta semana, pela secretária de Estado Adjunta e da Modernização Administrativa, Graça Fonseca, avança o Público.

A responsável manteve conversações com a ministra para o Planeamento e a Reforma do Estado do Egipto e com o vice-ministro do Orçamento do Estado. E na quarta-feira foi recebida pelo Presidente da República egípcio, Abdul Fattah al-Sissi, e pelo primeiro-ministro, Sherif Ismail.

O acordo com o Egipto prevê a exportação de várias medidas do Simplex, nomeadamente os Espaços do Cidadão, a Chave Móvel Digital, a Plataforma de Autenticação do Governo e a plataforma de Interoperabilidade da Administração Pública.

Em declarações ao jornal, Graça Fonseca sublinhou que o protocolo agora assinado não é um ato esporádico e isolado, surgindo antes no âmbito do “interesse manifestado por vários países, por exemplo da América Latina, para saberem como podem tornar mais eficaz o funcionamento da administração pública de forma transversal e melhorar a relação do Estado com os cidadãos e as empresas”.

O interesse pelas soluções portuguesas ao nível da modernização e simplificação administrativa nasceu quando o Presidente Sissi esteve em Portugal, em novembro de 2016, e abordou a reforma do Estado com o primeiro-ministro, António Costa. Desde então, desenvolveram-se conversações através da embaixada portuguesa no Cairo. “Identificámos alguns programas que têm mais interesse para o Egipto e as soluções que queremos exportar”, adiantou Graça Fonseca.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.