Nos últimos anos tem diminuído a utilização de soluções de segurança mais tradicionais, enquanto aumentam as soluções baseadas em appliances e security as a service. A tendência foi apontada esta manhã por Gabriel Coimbra, research and consulting director da IDC, na conferência IT e Internet Security, organizada pela consultora.

O responsável defende que ambas as tendências se irão acentuar no mercado nacional, com destaque para a security as a service que está ainda a dar os primeiros passos, muito associada ao outsourcing.

No caso das applliances, que progressivamente têm substituindo as tradicionais soluções de segurança de software, a incidência no mercado nacional já é mais visível, detalhou ao TeK Gabriel Coimbra.

O responsável sublinha uma mudança gradual nas estratégias das empresas, sobretudo as grandes, ao longo dos últimos anos. Estas alterações manifestam-se na forma como as empresas programam os seus investimentos na área de Internet Security, cada vez mais integrados nas políticas de segurança.

Gabriel Coimbra admite no entanto que prevalece ainda muito no tecido empresarial português uma lógica de reacção às ameaças de segurança, por oposição a uma postura de prevenção dessas ameaças.

Notícias Relacionadas:

2008-01-22 - Investimento português em software de segurança atinge os 100 milhões de euros em 2007

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.