Formalmente aprovado ontem pela ISO depois de muita polémica, o Open XML (OOXML) continua a motivar comunicados de várias entidades que se opuseram desde o início à sua aprovação. A ESOP, Associação de Empresas de Software Open Source Portuguesas acaba de tomar posição, aconselhando às entidades "alguma prudência em torno das futuras adopções de standards para documentos digitais", afirmando que a implementação da nova norma em produtos concretos não será imediata.

"Instituições deverão ponderar cuidadosamente os formatos utilizados tendo em conta a interoperabilidade real entre formatos e plataformas", refere um comunicado da associação, lembrando que a versão definitiva do futuro standard ISO 29500 ainda não está disponível. "Neste momento ainda não existem no mercado aplicações conformes com o DIS 29500: o formato adoptado pelo Microsoft Office 2007 é substancialmente diferente daquele que foi aprovado pela ISO", sublinha a mesma fonte.

Apesar desta posição a ESOP admite que a publicação do formato que virá a ser utilizado pela Microsoft nos seus produtos representa uma vitória para todos os consumidores de Informática e mercado de Tecnologias de Informação. "A ESOP acredita que sem a existência da norma ODF (ISO 26300 – Open Document Format) e a sua adopção crescente pelos governos e empresas de todo o mundo a Microsoft continuaria a utilizar formatos proprietários nos seus produtos", lamentando porém que "a abertura dos formatos tenha sido feita pela via da multiplicidade e não do consenso" já que "o caminho a seguir deveria ter sido o da extensão da norma ISO 26300 e não a criação de outra concorrente".

Para já a interoperabilidade entre as duas normas está em dúvida, devendo "ser assegurada mediante testes rigorosos, sobre as diferentes plataformas de sistema operativo, para garantir a real concorrência no mercado", diz a associação, aconselhando as entidades para já a optarem pelo formato ODF (Open Document Format), suportado na norma ISO 26300. A ESOP acrescenta que o Open Document Format é completamente suportado nas plataformas Linux, Windows, Mac, Solaris e BSD por diversas aplicações Open Source e proprietárias entre as quais o OpenOffice.org, Koffice, NeoOffice, Lotus Simphony e StarOffice.

Notícias Relacionadas:

2008-04-02 - FFII acusa ISO de favorecer Microsoft com a normalização do OOXML

2008-04-02 - Microsoft Portugal considera aprovação de Open XML positiva para a indústria

2008-04-01 - OOXML aprovado como norma ISO

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.