Longe vão os tempos em que na lista dos mais procurados do FBI só estavam assassinos ou ladrões de bancos. As consequências dos crimes informáticos são cada vez mais expressivas e o empenho das autoridades em apanhar os autores cresce na mesma medida.

A existência de uma lista do FBI dos mais procurados do cibercrime é a prova disso. O facto de os valores de recompensa combinarem cada vez mais algarismos é outra.



A agência norte-americana oferece uma recompensa de 3 milhões de dólares a quem lhe fornecer informações que permitam deter e/ou condenar Evgeniy Mikhailovich Bogachev.


O homem é suspeito de administrar as botnet Zeus e GameOver Zeus, usadas para roubar mais de 100 milhões de dólares a empresas e consumidores norte-americanos, desde 2011, depois de infetar entre 500 mil e um milhão de computadores em todo o mundo.


O FBI acredita que Bogachev continua a viver na Rússia, mas está disposto a pagar bem para ter a certeza e reunir argumentos para o deter e condenar. Para isso oferece a maior recompensa que alguma vez se dispôs a pagar num caso de cibercrime.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.