A Google confirmou esta tarde o lançamento de um novo serviço de música e de um novo serviço de filmes, associados à plataforma Android, confirmando os rumores que davam como certas as novas ofertas.


O novo serviço de aluguer de filmes tem conteúdos a partir de 1,99 dólares e fica disponível com a primeira actualização do Honeycomb, a versão do sistema operativo optimizada para tablets, que entra assim na versão 3.1 (nas próximas semanas estará também disponível para utilizadores da versão 2.2 do sistema operativo móvel). Quando um filme é alugado pode ser visto nos 30 dias seguintes, quando começa a ser visto, deve ser consumido nas 24 horas seguintes.




O tão aguardado serviço de música também foi lançado. Trata-se de um serviço na cloud, que pode ser usado através de qualquer dispositivo com Android e via web e permite guardar nos servidores da empresa até 20 mil músicas por utilizador. Numa fase inicial este Music Beta está acessível apenas por convite e para utilizadores dos Estados Unidos. Durante a fase de testes o acesso é gratuito.

[caption]Imagem do novo serviço de música da Google[/caption]

A fabricante também revelou que no quarto trimestre do ano as novidades do Honeycomb chegam aos smartphones, através de uma versão do software que irá designar-se Ice Cream Sandwich e que faz convergir as versões para smartphones e tablets.


A Google mostrou ainda alguns desenvolvimentos em torno da plataforma Android, que prometem levar o sistema operativo para fora dos suportes em que corre hoje em dia, mostrando que o trabalho das equipas de engenharia não se foca apenas no software. O projecto Android@home foi mostrado no evento.


A Framework que fica disponível para a comunidade de programadores tem por base um novo protocolo que permite a ligação sem fios a qualquer dispositivo eléctrico dentro da casa.


Na apresentação, a Google mostrou uma aplicação que permite acender e apagar as luzes a partir de um tablet com Android. Mais à frente explicou que tem já assinadas um conjunto de parcerias com fabricantes de dispositivos, que vão começar a colocar no mercado produtos preparados para “falar” com o Android. O fabricante das lâmpadas usadas na demonstração é um deles.


Outro desenvolvimento mostrado (em protótipo) serviu para exemplificar as potencialidades da integração de tecnologia compatível com o Android nos equipamentos domésticos, em combinação com o uso de tecnologias de Near Field Communications.


Um CD com uma etiqueta NFC encostada a um sistema de som uma vez permitiu passar para a biblioteca digital do utilizador todo o conteúdo da caixa. Repetir o gesto iniciou a reprodução do CD, que não chegou a sair da caixa.


A Google revelou ainda na apresentação que dá o pontapé de saída para a conferência de programadores I/O que já foram activados em todo o mundo 100 milhões de dispositivos Android.

Diariamente são ligados 400 mil novos dispositivos, suportados naquela plataforma de software.



Estão hoje no mercado 310 modelos de dispositivos suportados em Android, em 112 países. Para as próximas semanas estão prometidos novos lançamentos - muitos já anunciados pelas respectivas fabricantes - garantiu Hugo Barra, que conduziu a apresentação com transmissão web em directo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.