O Google introduziu ontem o YouTube Video Identification, um sistema que ajudará a detectar conteúdos não autorizados na plataforma de vídeos. A medida já havia sido anunciada e surge depois de várias companhias de média, músicos e estações de televisão acusarem o YouTube de permitir a publicação de cópias de vídeos protegidos por direitos de autor.



Ainda em fase beta, o sistema é apoiado por várias tecnologias que permitem detectar, através de uma avaliação interna aos vídeos, se os conteúdos são originais ou cópias. Tudo porque o YouTube Video Identification é constituído por uma base de dados onde está incluída informação única acerca de todos os vídeos protegidos por direitos e autor. Quando publicados pelo utilizador, os vídeos são sujeitos a uma avaliação interna de forma a apurar se os códigos presentes na base de dados correspondem aos do conteúdo publicado pelo internauta.



O Google assegurou que a sua tecnologia permite que os titulares dos direitos de autor possam escolher o que querem fazer com os vídeos identificados: "bloquear, promover ou até - caso o dono dos copyrights esteja disposto a associar-se" à empresa - "ficar a lucrar com as receitas desse vídeo", vindas dos anúncios publicitários que se podem embutir nos conteúdos.



Quem quiser experimentar este sistema durante a fase beta do mesmo poderá fazê-lo. Para isso basta aceder à plataforma online e solicitar um formulário de inscrição.



Notícias Relacionadas:

2007-07-30 - YouTube terá ferramenta anti-pirataria em Setembro

2007-04-18 - Google apresenta ferramenta anti-pirataria para o YouTube

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.