Em meados de 2011 a Google abandonou o PowerMeter, uma plataforma online que permitia avaliar os gastos energéticos de uma casa e controlar os mesmos. Como recorda o The Verge, estimava-se na altura que um sistema de monitorização dos gastos de energia poderia resultar em poupanças de 15% nos custos.

Agora a tecnológica de Mountain View parece querer recuperar a ideia. Segundo avança o The Informer, a Google está alegadamente a testar termóstatos inteligentes - leia-se, com capacidade de ligação à Internet - que vão permitir analisar os consumos energéticos de uma habitação à distância e regular a temperatura.

A Google não está nesta "aventura" sozinha. De acordo com duas fontes que tiveram conhecimento do projeto, a empresa parceira é a Ecobee que já tem uma linha de termóstatos inteligentes. O diretor executivo da Ecobee diz que não está a trabalhar com a gigante norte-americana, mas confirma que a tecnológica pode estar a usar alguns dos seus equipamentos.

O projeto da Google tem o nome de EnergySense e segundo as informações apuradas o objetivo não é concorrer diretamente com a Nest - empresa fundada por um antigo vice-presidente da Apple -, mas antes cimentar a posição no campo da informação. Com os dados recolhidos a Google poderia desenvolver todo um novo ecossistemas de aplicações e soluções na área da gestão de energia.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.