A Google não tem interesse em desenvolver aplicações para Windows 8 e Windows Phone 8 por causa do baixo número de utilizadores que os ecossistemas têm. Só quando a quota de mercado destes sistemas operativos aumentar é que a Google avança para o desenvolvimento das apps para Windows.

"Não temos qualquer plano de construir aplicações para Windows. Somos muito cuidadosos onde investimos e só vamos onde os utilizadores estão, e eles não estão no Windows Phone ou Windows 8", revelou o gestor de produtos da área de aplicações da Google, Clay Bavor, à revista britânica V3.

Neste momento os planos da gigante dos motores de busca passam por melhorar as aplicações que existem para Android e iOS.

O não desenvolvimento de aplicações específicas par aos sistemas operativos da Microsoft dizem respeito às Google Apps ou aplicações de produtividade, o Gmail, Google Drive ou Google Calendar. Isto porque a empresa de Mountain View já tem dois softwares na loja Windows 8: o Google Search e o navegador Chrome.

No caso da aplicação de pesquisa, que está disponível de forma gratuita, a principal ideia será evitar que o motor de busca da Microsoft, o Bing, cresça em utilizadores por falta de uma alternativa.

A Microsoft diz já ter mais de 120 mil aplicações para Windows 8, enquanto este mesmo sistema operativo já vendeu mais de 40 milhões de licenças num curto espaço de tempo. O "sucesso" estende-se até ao Windows Phone cujas vendas aumentaram cerca de 300%, como relata a imprensa especializada.

Apesar de não ser referida na conversa, o mesmo "aviso" deve servir para a marca canadiana Research in Motion que em janeiro de 2013 vai anunciar o novo sistema operativo móvel BlackBerry 10.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.