O Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos vai apoiar um projecto de pesquisa e inventário de vulnerabilidades no software open source com um financiamento de 1,24 milhões de dólares.



A verba será disponibilizada ao longo de três anos e entregue à Universidade de Stanford, à Coverity e à Symantec, entidades dinamizadoras da iniciativa, e servirá para desenhar de um sistema de revisões diárias de código, que ajude a encontrar erros passíveis de serem explorados e usados para criar novos vírus.



O sistema será desenvolvido pela Universidade de Stanford e pela Coverity, enquanto a Symantec terá a responsabilidade de testar os resultados do trabalho no seu próprio software, detalha a C|Net.



A iniciativa em que o Governo americano agora se integra não é nova e foi desenhada pela Coverity com o objectivo de aumentar a fiabilidade do software open source, cada vez mais usado em sistemas críticos, e reduzir o número de vulnerabilidades do código desenvolvido segundo este princípio.



Integram a iniciativa vários projectos open source que aceitaram procurar erros e reportá-los à comunidade como a Apache, BIND, Ethereal, KDE, GNU/Linux, Firefox, FreeBSD, OpenBSD, OpenSSL e MySQL.



Nos termos do programa todas as vulnerabilidades detectadas passam a integrar uma base de dados de acesso livre para os programadores que arranca já em Março.



Notícias Relacionadas:

2004-04-02 - Projecto coloca online base de dados de vulnerabilidades em software open source

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.