O Grupo SCO anunciou ontem que irá alargar a sua batalha legal contra os grande utilizadores de sistemas Linux, afirmando publicamente - durante a Computer Digital Expo - que já contratou a mesma empresa de advogados que gere o processo contra a IBM, noticiou o site C|net.

No referido evento, o CEO da SCO, Darl McBride, afirmou que além de manter o processo contra a IBM, a empresa pretende alargar a mesma acusação a todos os utilizadores do Linux, quer sejam companhias quer sejam utilizadores individuais, que não paguem as taxas de licenciamento desta tecnologia. Segundo Chris Sontag, vice-presidente do SCO, os referidos utilizadores de Linux irão ser notificados nos próximos 90 dias, começando o processo com o aviso a 1.500 companhias.

Até aqui, apesar das ameaças, a SCO tem mantido esta sua batalha legal concentrada no alegado incumprimento por parte da IBM do contrato com ela realizado para utilização do código Unix (do qual alegadamente detém os direitos) no Linux. Por este motivo, a SCO exige uma indemnização de três milhões de dólares num processo que ainda decorre.

Notícias Relacionadas:
2003-07-28 - IBM contra-ataca SCO face a intenção de processar utilizadores de Linux
2003-07-22 - SCO regista patente de códigos Unix e insiste no licenciamento do Linux


2003-05-30 - SCO continua a gerar polémica na defesa dos direitos de propriedade de Unix

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.