Quase todas as grandes tecnológicas têm dito ‘sim’ à realidade virtual ou aumentada: não é para estranhar, são áreas que têm reunido uma grande atenção mediática e também têm angariado fortes investimentos. A mais recente a juntar-se a este grupo é a Amazon.

A tecnológica norte-americana publicou uma vaga de emprego onde dizia procurar um gestor de desenvolvimento de software para liderar uma equipa de realidade virtual (VR). Os conteúdos terão como destino o serviço Amazon Videos, não sendo ainda certo o que a empresa procura criar. Mas uma passagem da proposta de emprego deixou algumas pistas.

“O entretenimento está a evoluir rapidamente. O futuro não vai estar limitado a experiências 2D passivas. A equipa de realidade virtual vai explorar e criar a plataforma e interface para storytelling imersivo. Isto vai incluir a integração e reprodução de uma plataforma de experiências de realidade virtual”, cita a publicação UploadVR.

A palavra ‘platafoma’ é referida duas vezes e isso pode indicar que a Amazon está a preparar um serviço mais ao estilo ‘YouTube VR’, não se focando apenas na produção de conteúdos ou de uma aplicação para os diferentes óculos que existem no mercado.

À exceção da Apple, quase todas as grandes tecnológicas têm revelado planos, serviços ou equipamentos para o segmento da realidade virtual ou aumentada: Google, Facebook, Microsoft, Samsung, LG e HTC são alguns exemplos.

Recorde ainda a 'febre' da realidade virtual que invadiu este ano o Mobile World Congress:

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.