O ataque foi reivindicado por um grupo que se designa por Phantom Squad, que tem usado o Twitter para explicar as motivações na base das ameaças que tem vindo a fazer. Segundo esses dados as duas empresas investem pouco em segurança. “Xbox Live e PSN ganham milhões e milhões de dólares… mas usam esse dinheiro para melhorar a segurança?”, questionam numa publicação no Twitter.

O grupo garante que esta semana já "deitou abaixo" por algumas horas a Xbox Live, para mostrar que a ameaça é para ser levada a sério. E promete que a próxima será a PSN. O período do Natal, em que milhões usam este tipo de serviços, será o escolhido para concretizar novos ataques.  

Este tipo de ataques aos serviços online associados às principais consolas de jogos do mercado não é uma novidade. A Sony tem sido um destinatário frequente deste tipo de ações, mas não só.

Para a Xbox o ataque também não é uma estreia. As duas plataformas foram aliadas alvo de um ataque do género perto do Natal passado. Na altura a ação foi reivindicada pelo Lizard Squad e acabou por levar à detenção de três pessoas.

 

 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.