O lançamento foi inicialmente marcado para a primeira metade de 2011, mas em Fevereiro, durante o Mobile World Congress, ficou adiado para o final do ano. À terceira pode ser que seja de vez, com a Intel a assegurar que os primeiros smartphones com tecnologia Atom vão surgir em 2012. A culpa de todos os atrasos? A Nokia.

Esta é, pelo menos, a justificação dada por Paul Otellini, CEO da Intel, que durante o encontro anual com os investidores da empresa culpou a parceria estabelecida com a empresa finlandesa para o desenvolvimento do MeeGo, abandonada entretanto pela fabricante de telemóveis a favor da utilização da plataforma Windows Phone, da Microsoft.

"Em retrospectiva, a Nokia foi o parceiro errado para escolhermos", afirmou Otellini que no entanto garantiu estar a promover a sua proposta de design junto de outras empresas.

Relativamente aos smartphones "Intel inside", o responsável garantiu que "os primeiros modelos poderão ser vistos na primeira metade de 2012", acrescentando que "haverá telefones das grandes fabricantes a chegarem ao mercado nessa altura", refere o Engadget.

Durante a sua intervenção, Paul Otellini mencionou ainda que os processadores da Intel surgirão em 35 tablets, incluindo modelos Android e MeeGo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.